???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/tede/184
Tipo do documento: Dissertação
Título: APTIDÃO, ADAPTABILIDADE E ESTABILIDADE FENOTÍPICA DE GENÓTIPOS DE TRIGO
Título(s) alternativo(s): Ability, adaptability and phenotypic stability of wheat genotypes
Autor: Possatto Junior, Omar 
Primeiro orientador: Faria, Marcos Ventura
Primeiro coorientador: Mendes, Marcelo Cruz
Resumo: O trigo é um dos cereais mais produzidos no mundo e é utilizado na fabricação de diversos produtos que são consumidos diariamente e, em virtude disso, tem-se a necessidade de produção de trigos com qualidade e em várias regiões do país, para suprir a demanda e diminuir custos com transporte até as moageiras. O objetivo do trabalho foi avaliar o desempenho de linhagens experimentais e cultivares comerciais de trigo, oriundas da OR Melhoramento de Sementes Ltda., em diferentes ambientes; avaliar características relacionadas à qualidade de panificação em dois locais de cultivo, na região 3 de adaptação do trigo, nos estados do Paraná e São Paulo, Brasil; identificar os genótipos com boas características relacionadas à qualidade industrial e avaliar adaptabilidade e estabilidade fenotípica da produtividade de grãos pelos métodos Annicchiarico e AMMI. Os experimentos foram conduzidos em 10 ambientes, sendo seis em 2011 e quatro em 2012, nos estados do Paraná e São Paulo, utilizando-se 20 linhagens em ensaios de valor de cultivo e uso e cinco cultivares comerciais. Foram avaliados os componentes de produtividade de grãos (peso hectolitro e peso de mil grãos), as características de qualidade industrial da farinha (proteína, estabilidade da farinha, sedimentação em dodecil sulfato de sódio e cor) e adaptabilidade e estabilidade fenotípica da produtividade de grãos. As linhagens L5, L13 e L15 demonstraram ter aptidão para a produção de trigo biscoito, já as linhagens L1, L2, L3, L6, L10, L16, L17, L18, L19 e L20 apresentam aptidão para obtenção de farinhas com qualidade para panificação. Palotina em 2012 mostrou-se o ambiente mais estável, mas apresentou baixa produtividade de grãos. Os métodos apresentaram divergência para os genótipos mais estáveis, mas as linhagens L5, L19 e Ametista mostraram-se comuns entre eles. Além destes, o método AMMI indica as linhagens L3, L4, L6, L11 e L20, e o método Annicchiarico as linhagens L2, L12 e Quartzo como os mais estáveis. A linhagem L5 mostrou adaptabilidade específica ao ambiente de Arapongas e as linhagens L7, L8, L18, L21 e L24 mostraram-se adaptados ao ambiente de Nova Fátima nos anos avaliados.
Abstract: Wheat is one of the most produced cereal in the world and is used in the manufacture of various products that are consumed daily, and because of that, there is the need to produce wheat with good quality and in many regions of the country, to meet demand and reduce transportation costs to millers. The aim of this paper was evaluating performance of experimental lines and commercial cultivars of wheat from the OR Melhoramento de Sementes Ltda., in different environments; evaluating characteristics related to baking quality in two cultivation sites in Region 3 of wheat adaptation in the states of Paraná and São Paulo, Brazil; identifying genotypes with good characteristics related to industrial quality and evaluate phenotypic stability and adaptability of grain yield by Annicchiarico and AMMI methods. The experiments were conducted in 10 environments, six in 2011 and four in 2012, in the states of Paraná and São Paulo, using 20 lines in tests value for cultivation and use, and five commercial cultivars. Were evaluated components of grain yield (hectolitre weight and thousand grain weight), the characteristics of industrial quality flour (protein, flour stability, sedimentation in sodium dodecyl sulphate and color) and phenotypic stability and adaptability of grain yield. The lines L5, L13 and L15 have demonstrated suitability for the production of wheat biscuit, the lines L1, L2, L3, L6, L10, L16, L17, L18, L19 and L20 have the ability to obtain quality flour for baking. Palotina in 2012 proved to be the most stable environment, but showed low productivity of grains . The methods showed divergence for the most stable genotypes, but the L5, L19 lines and Ametista proved common among them. Besides these, the AMMI method indicates the L3, L4, L6, L11 and L20 lines, and Annicchiarico the lines L2, L12 and Quartzo method as the most stable. The line L5 showed specific adaptability to the environment Arapongas the lines L7, L8, L18, L21 and L24 were shown to be adapted to the environment in Nova Fatima in the years evaluated.
Palavras-chave: Triticum aestivum L.
linhagens
qualidade da farinha
produtividade de grãos
Triticum aestivum L.
lines
flour quality
grain yield
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Agronomia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Mestrado)
Citação: POSSATTO JUNIOR, Omar. Ability, adaptability and phenotypic stability of wheat genotypes. 2014. 68 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste, Guarapuava, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/184
Data de defesa: 24-Feb-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PR OMAR POSSATTO JUNIOR.pdf572,13 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.