???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/tede/174
Tipo do documento: Dissertação
Título: EXTRATO DE ALGAS NO CONTROLE DA PODRIDÃO PARDA E NA QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE AMEIXAS
Título(s) alternativo(s): Algae extract in postharvest quality of plums
Autor: Oliari, Ires Cristina Ribeiro 
Primeiro orientador: Botelho, Renato Vasconcelos
Primeiro coorientador: Faria, Cacilda Márcia Duarte Rios
Segundo coorientador: Ayub, Ricardo
Resumo: Os frutos da ameixeira (Prunus salicina) possuem características importantes no sentido nutracêutico, entretanto, apresentam alta sensibilidade às perdas pós-colheita com prejuízos nas características nutricionais. Nesse sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de extrato de algas Ascophyllum nodosum e Ecklonia maxima na qualidade pós-colheita de ameixas `Irati` e `Reubennel` e no controle de Monilinia fructicola, agente causal da podridão-parda. Foram realizados experimentos a fim de verificar o efeito de cinco concentrações (0; 0,1; 0,2; 0,3 e 0,4 mL L?¹) de dois produtos comerciais contendo extrato de algas (Algamare® e Booster®) na qualidade físico-química de frutos de ameixa de ambas as cultivares e no controle in vivo e in vitro de M. fruticola nas ameixas `Reubennel`. Como tratamento padrão de controle da podridão-parda utilizou-se o fungicida Iprodione. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, sendo as análises efetuadas aos 15 e 30 dias para `Irati` e `Reubennel`, respectivamente, (dois dias de prateleira em condições naturais), efetuando-se cinco repetições. Os extratos de algas estudados influênciaram a qualidade pós-colheita das ameixas e as características do fungo M. fructicola, sobretudo quando fornecidas as concentrações mais altas. As variáveis teor de ácido ascórbico, teor de sólidos solúveis, pH, relação sólidos solúveis/acidez titulável das ameixa `Irati` e `Reubennel` não foram influenciados por ambos os extratos. O extrato de A. nodosum mostrou-se eficiente em atrasar a maturação das ameixas, e o extrato de E. maxima apresentou características de aceleração da maturação nas condições desse estudo. No teste in vitro as doses não apresentaram efeito significativo sobre IVCM e à esporulação da M. fructicola. Entretanto, no teste in vivo houve efeito positivo da aplicação dos extratos, com redução da AACPID de 41,03 e 26,90% para A. nodosum e E. maxima, respectivamente. A dose de 0,4 mL L?¹ de A. nodosum, diminuiu, em média, 46,77% a AACPD em comparação com a testemunha, igualando-se ao tratamento iprodione. Conclui-se que os componentes orgânicos e inorgânicos presentes nos extratos de algas pesquisados induziram alterações fisiológicas nos frutos de ameixas `Irati` e `Reubennel` alterando a pós-colheita dos mesmos, consequentemente, afetando a vida de prateleira, além de possuírem efeitos benéficos quanto ao controle do agente causal da podridão-parda.
Abstract: The fruits of plum (Prunus salicina) have important features in nutraceutical sense, however, show high sensitivity to post-harvest losses with losses in nutritional characteristics. In this sense, the objective of this study was to evaluate the effect of extract of Ascophyllum nodosum algae and Ecklonia maxima in postharvest quality of plums `Irati` and `Reubennel` and in control of Monilinia fructicola, the causal agent of brown-rot. Experiments were conducted to verify the effect of five concentrations (0.0, 0.1, 0.2, 0.3 and 0.4 mL L?¹) of two commercial products containing seaweed extract (Algamare® and Booster®) the physico-chemical quality of plum fruit of both cultivars and control in vivo and in vitro M. fruticola the plums `Reubennel`. As standard treatment to control black pod used the fungicide Iprodione. The experimental design was completely randomized, with the analyzes performed at 15 and 30 days for `Irati` and `Reubennel`, respectively (two days shelf in natural conditions), making up five replications. The seaweed extracts studied the influence of the post-harvest quality plums and features of the fungus M. fructicola, especially when given higher doses. Variables ascorbic acid, total soluble solids, pH, soluble solids / titratable acidity of plum `Irati` and `Reubennel` were not influenced by both extracts. The extract of A. nodosum was efficient in delaying ripening plums, and the extract of E. maxima showed characteristics of acceleration of maturity under the conditions of this study. In vitro test doses had no significant effect on MIGS and sporulation of M. fructicola. However, the test was positive in vivo effect of the application of the extracts, with reduced AACPID of 41.03 and 26.90% for A. nodosum and E. maxima, respectively. A dose of 0.4 mL L?¹ of A. nodosum decreased, on average, 46.77% AUDPC compared with control equaling the iprodione treatment. It is concluded that organic and inorganic present in extracts of algae surveyed components induced physiological changes in the fruits of plums `Irati` and `Reubennel` changing post-harvest thereof, thus affecting shelf life, besides having beneficial effects regarding the control of the causal agent of brown-rot.
Palavras-chave: Ascophyllum nodosum
controle alternativo
Ecklonia maxima
Prunus salicina
Ascophyllum nodosum
alternative control
Ecklonia maxima
Prunus salicina
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Agronomia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Mestrado)
Citação: OLIARI, Ires Cristina Ribeiro. Algae extract in postharvest quality of plums. 2014. 90 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste, Guarapuava, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/174
Data de defesa: 29-Jul-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PR IRES CRISTINA RIBEIRO OLIARI.pdf838,43 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.