???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/tede/158
Tipo do documento: Dissertação
Título: Collaria scenica (STAL, 1859) (HEMIPTERA: MIRIDAE) EM POACEAS HIBERNAIS NA REGIÃO CENTRO SUL DO PARANÁ: BIOLOGIA E DANOS
Autor: Barboza, Marcos Roberto 
Primeiro orientador: Hirose, Edson
Resumo: Collaria scenica (Hemiptera: Miridae) vem aumentando em abundância na região de Guarapuava - PR, alimentando-se de pastagens e cereais de inverno. Foram realizados experimentos no Laboratório de Entomologia e no Campo Experimental do Campus CEDETEG da UNICENTRO, nos anos de 2007 e 2008 sobre C. scenica tais como: aspectos biológicos, plantas hospedeiras, preferência alimentar e de oviposição em poaceas de inverno; porcentagem de danos em folhas de trigo (Triticum aestivum) e aveia preta (Avena strigosa); e controle biológico com o fungo entomopatogênico Beauveria bassiana. Em laboratório, o tempo de desenvolvimento total e de cada instar não diferiu significativamente quando as ninfas foram alimentadas com aveia preta e azevém, (Lolium multiflorum), mas a mortalidade foi maior em azevém. Todos os insetos desenvolveram-se em cinco instares. Na fase adulta, o número de ovos variou de 32 a 178/fêmea, em azevém e de 45 a 245 ovos/fêmea em aveia preta. As posturas foram depositadas em massa no interior das bainhas foliares; o período de pré-oviposição foi maior para as fêmeas alimentadas com azevém (4,8 dias) que em aveia (2,8 dias). A longevidade de adultos alimentados com aveia preta e azevém não diferiu significativamente. A preferência alimentar da mais para a menos preferida seguiu a ordem: aveia preta, trigo, aveia branca (Avena sativa), cevada (Hordeum vulgare) e azevém. Para preferência de oviposição não houve diferença significativa entre as espécies, mas o número médio de ovos seguiu o padrão da preferência alimentar. No campo e em laboratório os diferentes níveis de infestação de C. scenica avaliados apresentaram correlação positiva com a porcentagem de danos causados às folhas de aveia preta e trigo. No entanto não houve diferença significativa no peso seco das plantas em função dos diferentes níveis de infestação. O isolado CG460 de Beauveria bassiana apresentou capacidade infectiva sobre C. scenica, mortalidade acima de 80% e tempo letal médio (TL50) de 4,3 dias na concentração de 109 conídios.mL?¹.
Palavras-chave: Poaceae, plantas hospedeiras, mirídeo, controle biológico
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Agronomia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Mestrado)
Citação: BARBOZA, Marcos Roberto. Collaria scenica (STAL, 1859) (HEMIPTERA: MIRIDAE) EM POACEAS HIBERNAIS NA REGIÃO CENTRO SUL DO PARANÁ : BIOLOGIA E DANOS. 2009. 67 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste, Guarapuava, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/158
Data de defesa: 18-Feb-2009
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PR Marcos Roberto Barboza.pdf2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.