???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/tede/139
Tipo do documento: Dissertação
Título: Óleo vegetal no controle do míldio e suspensão miceliada aquosa de Agaricus brasiliensis na indução de resistência de videiras cv. Isabel Precoce
Título(s) alternativo(s): Vegetable oil in the control of downy mildew and aqueous suspension of Agaricus brasiliensis miceliada in the induction of resistance in grapevine cv. Isabel Precoce
Autor: Garcia, Carla 
Primeiro orientador: Faria, Cacilda Márcia Duarte Rios
Resumo: A viticultura apresenta alguns entraves durante o ciclo de cultivo, dentre eles está o míldio da videira, que apresenta como agente causal o oomiceto Plasmopara viticola, que acarreta em perdas na produtividade. Baseando-se nesse fato o presente trabalho teve como objetivo testar como controle alternativo, as doses de 0,05; 0,10; 0,20; 0,40; 0,80 e 1,60 mL L?¹ de óleo vegetal (OV) (Natur`l óleo®, Stoller) e como tratamento padrão a calda bordalesa (0,6:0,3:100 (cal: sulfato cobre: água) e tratamento testemunha somente água, na germinação e severidade do míldio da videira em discos de folhas em condições de laboratório, em plantas de videira em casa de vegetação e em campo; também avaliar os efeitos das doses de 1, 5, 10, 15 e 20% de suspensão miceliada aquosa (SAM) de Agaricus brasiliensis, acibenzolar-S-metil (ASM) e como tratamento testemunha somente água, na germinação, na severidade do míldio em casa de vegetação e no potencial em induzir a atividade das enzimas catalase (CAT), peroxidase (POX) e polifenoloxidase (PPO) em discos retirados de folhas de videira cv. Isabel Precoce. As doses de OV controlaram a germinação dos zoósporos de Plasmopara viticola, reduziram a área abaixo da curva do progresso da doença (AACPD) do míldio em discos de folha e em videiras em condições de casa de vegetação. Em condições de campo, não houve regressão em função das doses, no entando, a dose de 0,1 mL L?¹ reduziu a AACPD, não diferindo-se do tratamento com calda bordalesa. Com relação a SAM de Agaricus brasiliensis, observouse efeito direto sobre o patógeno, porém in vivo os tratamentos não foram significativos na redução da área abaixo da curva do progresso da doença (AACPD) do míldio em condições de estufa. Com relação as atividades enzimáticas, observou-se que os tratamentos reduziram a catalase (CAT), aumentaram a peroxidase (POX) e não interferiram na polifenoloxidase (PFO).
Abstract: Viticulture presents some obstacles during the crop cycle, among them is the downy mildew, which presents as a causal agent Plasmopara viticola oomycete, which leads to productivity losses. Based on this fact, the present study aimed to test how alternative control, doses of 0.05, 0.10, 0.20, 0.40, 0.80 and 1.60 mL L?¹ vegetable oil (VO) (Natur`l ® oil, Stoller) as standard treatment and copper sulphate (0,6:0,3:100 (cal: copper sulfate: water) and witness only water treatment on germination and severity of downy mildew in leaf discs under laboratory conditions in vine plants in greenhouse and field; also evaluate the effects of doses of 1 , 5, 10 , 15 and 20% of miceliada aqueous suspension (MAS) Agaricus brasiliensis, acibenzolar -S- methyl (ASM) and only water as a control treatment, on germination , severity of downy mildew in the greenhouse and in the potential to induce the activity of catalase (CAT), peroxidase (POX) and polyphenol oxidase (PPO) in discs taken from leaves of grapevine cv. Isabel Precoce. The doses of VO controlled germination of zoospores of Plasmopara viticola, reduced the area under the disease progress (AUDP) of leaf discs mildew in vines and under conditions of greenhouse curve. Under field conditions, there was no regression with the doses being, however, a dose of 0.1 ml L?¹ AACPD reduced, not differing from treatment with bordeaux mixture. Regarding MAS of Agaricus brasiliensis, we observed a direct effect on the pathogen, but in vivo treatments were not significant in reducing the area under the disease progress (AUDPC) of downy mildew in greenhouse conditions curve. Regarding the enzymatic activities, it was observed that the treatments reduced catalase (CAT), increased peroxidase (POX) and did not affect the polyphenol oxidase (PPO).
Palavras-chave: Plasmopara viticola
catalase
peroxidase
polifenoloxidase
Plasmopara viticola
catalase
peroxidase
polyphenol oxidase
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Agronomia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Mestrado)
Citação: GARCIA, Carla. Vegetable oil in the control of downy mildew and aqueous suspension of Agaricus brasiliensis miceliada in the induction of resistance in grapevine cv. Isabel Precoce. 2014. 93 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste, Guarapuava, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/139
Data de defesa: 17-Feb-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PRdissertacao_final_carla.pdf1,95 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.