???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/tede/130
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fenologia, produtividade e caracterização físico-química de frutos de Myrsine coriacea (Sw.) R. Br. Ex Roem & Schult. (capororoca) e Cecropia pachystachya Trec. (embaúba)
Título(s) alternativo(s): Phenology, productivity and physicochemical characterization of Myrsine coriacea (Sw.) R. Br. Ex Roem & Schult. (capororoca) e Cecropia pachystachya Trec. (embaúba)
Autor: Putini, Francisco Alberto 
Primeiro orientador: Watzlawick, Luciano Farinha
Primeiro coorientador: Botelho, Renato Vasconcelos
Resumo: Em razão da importância ambiental e econômica das florestas tropicais, há a necessidade de compatibilizar o desenvolvimento ambiental, social e econômico por meio do manejo sustentável. No Brasil, há um grande número de espécies florestais que têm se mostrado boas fontes de nutrientes e que necessitam de pesquisas para atender a demanda das indústrias alimentícias, farmacêutica e cosmética. Este trabalho teve por objetivo avaliar a fenologia, produtividade e características físicas e químicas de frutos de duas espécies, para fornecer subsídios a ações de manejo de produtos florestais não madeireiros em remanescentes florestais. As duas espécies dióicas, Myrsine coriacea (Sw.) R. Br. Ex Roem & Schult. (Capororoca) e Cecropia pachystachya Trec. (Embaúba), foram escolhidas pela abundância na planície litorânea do Paraná e pelo potencial de mercado para os frutos. O estudo foi desenvolvido na Reserva Natural Salto Morato, Guaraqueçaba - PR. A fenologia abordou os indivíduos masculinos e femininos em ambas as espécies. Capororoca apresentou ocorrência de frutos maduros em duas épocas do ano e correlação negativa entre a préfrutificação e a temperatura. Embaúba não apresentou sazonalidade ou correlação entre fenofases e variáveis climáticas. Na produtividade, o número e a massa de frutos resultaram em 1.012.045 frutos e 22,9 kg para Capororoca e, 426 infrutescências com 15,9 kg para Embaúba. Para a caracterização físico-química foram avaliadas as dimensões dos frutos, massa fresca e seca, sólidos solúveis, pH e acidez titulável. Os resultados demonstraram que Capororoca apresenta 20% de massa fresca no fruto, 4,94º brix e pH de 4,96 na média, enquanto que Embaúba também apresenta 20% de massa fresca, 4,46 ºbrix e pH de 4,95 na média. A fenologia e produtividade indicam que é possível planejar a produção destes frutos em remanescentes florestais, entretanto, como indica a caracterização físico-química, é necessário implantar um programa de seleção e melhoramento genético para padronizar os frutos e atender às exigências de mercado.
Abstract: Given the environmental and economic importance of tropical forests, there is a need to reconcile the environmental, social and economical through sustainable management. In Brazil, there are a large number of forest species that have shown good sources of nutrients and require research to meet the demands of the food industry, pharmaceutical and cosmetics industries. This study aimed to contribute to the understanding of phenology, productivity and physicochemical characteristics of fruits of two species, to provide input to management actions of non-timber forest products in forest remnants. The two dioecious species, Myrsine coriacea (Sw.) R. Br Ex Roem & Schult. (Capororoca) and Cecropia pachystachya Trec. (Embaúba), were chosen for the abundance in the coastal plain of the Paraná and the market potential for fruit. The study was conducted in Salto Morato Natural Reserve, Guaraqueçaba -PR. The study of phenology approached the male and female in both species. Capororoca showed occurrence of ripe fruit in two seasons and a negative correlation between the prefruiting and temperature. Embaúba showed no correlation between seasonality or phenophases and climatic variables. In relation to fruit yield, we assessed the number and weight of fruits, 1,012,045 fruits and 22.9 kg resulted to Capororoca, 426 infrutescences with 15.9 kg to Embaúba. For physicochemical characterization were evaluated dimensions of fruit, fresh and dry weight, soluble solids, pH and titratable acidity. The results showed that Capororoca shows the fresh weight of fruit is 20%, 4.94ºbrix and a pH of 4.96 in average, while Embaúba also presents 20% of weight, and 4.46 º brix pH 4.95 on average. The phenology and productivity indicate that it is possible to plan the production of these fruits in forest remains, however, as indicated by the physico-chemical characterization, it is necessary to implement a program of selection and breeding to standardize the fruits and meet market demands
Palavras-chave: Frutas nativas
produtos florestais não madeireiros
floresta ombrófila densa
Native fruits
non timber forest products
tropical rain forest
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Agronomia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Mestrado)
Citação: PUTINI, Francisco Alberto. Phenology, productivity and physicochemical characterization of Myrsine coriacea (Sw.) R. Br. Ex Roem & Schult. (capororoca) e Cecropia pachystachya Trec. (embaúba). 2013. 78 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste, Guarapuava, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/130
Data de defesa: 25-Feb-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PRdissertacao_de_mestrado_francisco_alberto.pdf4,02 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.