???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/671
Tipo do documento: Dissertação
Título: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DE NANOPARTÍCULAS DE ALBUMINA CONTENDO ANFOTERICINA B E APLICAÇÃO EM MODELO IN VITRO E IN VIVO DE LEISHMANIOSE CUTÂNEA
Autor: CASA, DIANI MEZA 
Primeiro orientador: Mainardes, Rubiana Mara
Resumo: A leishmaniose é uma doença infecciosa causada por protozoários do gênero Leishmania sp. O tratamento desta está longe de ser ideal, porque requer a administração de drogas tóxicas e mal toleradas que não tratam com sucesso a natureza intracelular da infecção e as localizações disseminadas do parasito. A anfotericina B (AFB) é atualmente o fármaco de segunda escolha para o tratamento da leishmaniose, porém apresenta graves efeitos colaterais, principalmente hematotoxicidade e nefrotoxicidade, que limitam seu uso. Baseado nos conceitos de nanotecnologia, no presente trabalho desenvolveu-se nanopartículas (NP´s) de albumina sérica bovina (BSA) contendo AFB, com o objetivo de reduzir sua toxicidade em células humanas e avaliar sua eficácia terapêutica. As NP´s foram obtidas com êxito pelo método de coacervação e a quantificação do fármaco encapsulado, realizada por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) revelou uma eficiência de encapsulação de 98,3 ± 0,71 %. O diâmetro médio foi avaliado por espectroscopia de correlação de fótons e apontou para 173 ± 5 nm com um índice de polidispersão de 0,3 ± 0,01. A formulação também foi caracterizada por microscopia eletrônica de transmissão onde mostrou-se homogênea e com diâmetro inferior a 100 nm. O potencial zeta foi avaliado semanalmente por um período de dois meses e constatou uma carga superficial constante de cerca de -45 mV que corrobora para a estabilidade da formulação desenvolvida. Através de espectrometria UV/Visível foi determinado o estado de agregação molecular da formulação proposta e identificado que, diferentemente da AFB-Deoxicolato (AFB-Deoxi), ela se encontra no estado monomérico, que contribui para um menor potencial tóxico. Outros métodos de caracterização como espectroscopia no infravermelho e calorimetria exploratória diferencial foram conduzidos e ressaltaram a identidade físico-química da amostra. O ensaio de cinética de liberação in vitro, também realizado, mostrou um perfil bioexponencial, onde ocorreu a liberação de 50% de AFB a partir das NP´s ao final de 5 dias. A avaliação da toxicidade in vitro das NP´s de AFB realizada em eritócitos humanos na concentração de 25 e 50 μg/mL e comparada a AFB livre nas mesmas concentrações mostrou que em 72 h o percentual de hemólise induzido pelas NP´s não ultapassou 5%, enquanto que a AFB livre hemolisou 100% das células na primeira hora de ensaio sob as mesmas condições, em ambas as concentrações. Outro estudo de citotoxicidade foi avaliado em macrófagos da linhagem J774.A1 e revelou um CC50 de 0,68 ± 0,2 μg/mL para a AFB-Deoxi e 77,8 ± 0,25 μg/mL para a formulação de NP´s de AFB. Dois estudos de eficácia in vitro frente a L. amazonensis foram conduzidos, um sob as formas promastigotas que revelou um IC50 de 0,231 e 39,1 μg/mL para a AFB-Deoxi e NP´s de AFB, respectivamente e, outro sob formas amastigotas intracelulares onde obteve-se IC50 de 0,247 μg/mL para a AFB-Deoxi e 4,2 μg/mL para as NP´s de AFB. No ensaio de eficácia in vivo frente a modelo de leishmaniose cutânea em camundongos foi verificado que a formulação desenvolvida reduziu a lesão na mesma proporção que a AFB-Deoxi, entretanto, as análises histológicas mostraram danos em praticamente todos os órgãos avaliados do grupo tratado com AFB-Deoxi e ausência de efeitos tóxicos nos animais tratados com NP´s de AFB. Os resultados obtidos elegem as NP´s de AFB como potenciais sistemas de liberação controlada do fármaco, mantendo a atividade antileishmania e minimizando sua citotoxidade em relação ao padrão comercial, destacando-se como uma pomissora estratégia para o tratamento da LC.
Abstract: Leishmaniasis is an infectious disease caused by protozoa of the genus Leishmania sp. Treatment of this is far from ideal because it requires the administration of toxic drugs poorly tolerated and it does not successfully treat the intracellular nature of the parasite infection and the disseminated locations. Amphotericin B (AmB) is currently the second choice drug for the treatment of leishmaniasis, but has severe side effects, particularly nephrotoxicity and hematotoxicity, which limit their use. Based on the concepts of nanotechnology, the present study has developed nanoparticles (NP's) bovine serum albumin (BSA) containing AmB, in order to reduce its toxicity in human cells and evaluate their therapeutic efficacy. The NP's were successfully obtained by the coacervation method, the quantification of encapsulated drug performed by High Performance Liquid Chromatography (HPLC) revealed an encapsulation efficiency of 98.3 ± 0.71%. The mean diameter was valued by Photon Correlation Spectroscopy and pointed to 173 ± 5 nm with a polydispersity index of 0.3 ± 0.01. The formulation was also characterized by transmission electron microscopy showed homogeneous and smaller than 100 nm. The zeta potential was measured weekly for two months and found a constant surface charge of about -45 mV which confirms the stability of the developed formulation. By UV/Visible spectroscopy was determined state of molecular aggregation of the proposed formulation and identified which, unlike the AmB-deoxycholate (AmB-Deoxy), it is in the monomeric state, which makes for a less toxic potential. Other characterization methods such as infrared spectroscopy and differential scanning calorimetry were conducted and highlighted the physical and chemical identity of the sample. The in vitro release kinetics experiment also performed, showed of second order profile where the release was 50% AFB NP's from the end of 5 days. The in vitro evaluation of toxicity of NP's AmB performed on human erythrocytes at a concentration of 25 and 50 μg/ml AmB and compared to free the same concentrations at 72 h showed that the percentage of hemolysis induced by 5% NP's not exceeded while the free AmB haemolysed 100% of the cells in the first hour test under the same conditions, in both concentrations. Another study cytotoxicity was assessed in the J774.A1 macrophage lineage and CC50 revealed a 0.68 ± 0.2 μg/mL for AmB-Deoxy and 77.8 ± 0.25 μg/ml for the formulation of AmB NP's. Two studies for efficacy in vitro against L. amazonensis were conducted, one in which the promastigotes showed an IC50 of 0.231 and 39.1 μg/ml for the AmB-Deoxy and AmB NP's, respectively, and, in forms other intracellular amastigotes which gave IC50 of 0.247 μg/mL for AmB-Deoxy and 4.2 μg/ml for AmB NP's. In the in vivo efficacy trial against of cutaneous leishmaniasis (CL) model in mice was found that the formulation developed reduced the lesion in the same proportion as the AmB-Deoxy, however, histological analysis showed damage in practically all evaluated organs of the group treated with AmB-Deoxy and no toxic effects in animals treated with AmB NP's. The results appoint the AmB NP's as potential controlled drug release systems, keeping the against leishmania activity and minimizing its cytotoxicity compared to the commercial standard, standing out as a promising strategy for the treatment of CL.
Palavras-chave: nanopartículas
anfotericina B
leishmaniose cutânea
nanoparticles
amphotericin B
cutaneous leishmaniasis
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Centro-Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Farmácia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (Mestrado / Associação Ampla com UEPG)
Citação: CASA, DIANI MEZA. DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DE NANOPARTÍCULAS DE ALBUMINA CONTENDO ANFOTERICINA B E APLICAÇÃO EM MODELO IN VITRO E IN VIVO DE LEISHMANIOSE CUTÂNEA. 2015. 105 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas - Mestrado / Associação Ampla com UEPG) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava - PR.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/671
Data de defesa: 20-Mar-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIANI MEZA CASA.pdfDIANI MEZA CASA2,96 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.