???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1887
Tipo do documento: Dissertação
Título: AMBIGUIDADES E POSICIONAMENTOS FEMININOS EM ALIAS GRACE: AS PERFORMANCES DE GRACE MARKS
Autor: SILVA, SABRINA FERRARI DA 
Primeiro orientador: Pegoraro, Éverly
Resumo: O presente trabalho busca discutir os conceitos de identidade em performance e representação a partir das ambivalências da personagem Grace Marks, protagonista da minissérie Alias Grace, adaptação para a plataforma Netflix da obra Vulgo Grace, de Margaret Atwood.A narrativa expõe a história da jovem mulher condenada à prisão perpétua por cumplicidade em dois assassinatos. A personagem, objeto deste estudo, afirmava não se lembrar dos fatos ocorridos no dia do crime, o que a fez transitar durante 15 anos entre prisões e manicômios em um silenciamento que a situa como vítima da sociedade patriarcal do século XIX. Dentro dessa conjuntura narrativa, foram observadas as diferentes representações construídas acerca da jovem – no recorte do discurso clínico, com o objetivo de analisar os posicionamentos identitários femininos construídos a partir disso. A problematização teórica centra-se nos conceitos de representação, identidade e performance, refletindo sobre como grupos sociais projetam lugares sociais à mulher. A análise deu-se por meio de discussões de performance de Butler (2003) e Silva (2000), sobre representação, com Hall (2016) e Chartier (1990), e sobre os aspectos da história feminina e da loucura no século XIX, conforme Fraisse e Perrot (1994) e Foucault (2006). A análise fílmica da narrativa seriada resultou na compreensão da influência religiosa, moral e médica que delinearam Grace Marks como louca, celebridade, criminosa e refém dos aspectos constituintes da sociedade da Era Vitoriana. A construção das diferentes facetas identitárias baseada em representações rompe com a ideia de identidade fixa e palpável, pois a protagonista perfomatiza conforme o espaço social que ocupa e com diferentes propósitos.
Abstract: The present work seeks to discuss the concepts of identity in performance and representation from the ambivalence of the character Grace Marks, protagonist of the miniseries Alias Grace, adaptation for the Netflix platform of the work Vulgo Grace, by Margaret Atwood. Sentenced to life in prison for complicity in two murders. The character, object of this study, claimed not to remember the events that occurred on the day of the crime, which made her move for 15 years between prisons and asylums in a silence that places her as a victim of the patriarchal society of the 19th century. Within this narrative context, the different representations constructed about the young woman were observed – in the clinical discourse, with the objective of analyzing the feminine identity positions constructed from this. The theoretical problematization focuses on the concepts of representation, identity and performance, reflecting on how social groups project social places to women. The analysis took place through discussions of performance by Butler (2003) and Silva (2000), on representation, with Hall (2016) and Chartier (1990), and on aspects of female history and madness in the 19th century, according to Fraisse and Perrot (1994) and Foucault (2006). The filmic analysis of the serial narrative resulted in the understanding of the religious, moral and medical influence that delineated Grace Marks as crazy, celebrity, criminal and hostage to the constituent aspects of Victorian Era society. The construction of different facets of identity based on representations breaks with the idea of a fixed and palpable identity, as the protagonist performs according to the social space she occupies and with different purposes.
Palavras-chave: Estudos Culturais
Representação
Identidade
Séries de Época
Cultural Studies
Representation
Identity
Season Series
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Centro-Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Letras de Irati
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras (Mestrado)
Citação: SILVA, SABRINA FERRARI DA. AMBIGUIDADES E POSICIONAMENTOS FEMININOS EM ALIAS GRACE: AS PERFORMANCES DE GRACE MARKS. 2022. 76 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Letras - Mestrado) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1887
Data de defesa: 23-Feb-2022
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Sabrina.pdfDissertação - Sabrina Ferrari da Silva1,74 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.