???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1659
Tipo do documento: Dissertação
Título: LITERATURA, HISTÓRIA E MEMÓRIA EM CARTA À RAINHA LOUCA DE MARIA VALÉRIA REZENDE
Autor: Lima, Walquiria de
Primeiro orientador: Teixeira, Nincia Cecilia Ribas Borges
Resumo: Por muitos anos, as mulheres não tiveram voz e vez nos espaços sociais, mas isso vem mudando. A Literatura Contemporânea apresenta como característica marcante retirar do silenciamento aqueles que, ao longo dos anos, encontram-se marginalizados e invisíveis. Maria Valéria Rezende é uma autora que, em todas suas produções, procura dar voz aos invisibilizados. Neste trabalho, temos como objeto o livro Carta à Rainha Louca, publicado em 2019. Ele apresenta a história de Isabel das Santas Virgens, uma mulher pobre que foi presa acusada de criar um convento clandestino e precisa escrever à Rainha Maria I, conhecida como Rainha Louca, para se defender das acusações. Para isso, Isabel escreve cartas entre 1789 e 1792 apresentando sua história e, por meio delas, é possível entender aspectos sociopolíticos do Brasil-Colônia. Mesmo que o romance não tenha como pano de fundo o tempo presente, a autora tece reflexões sobre o Brasil de ontem e de hoje, expondo a condição da mulher no período colonial e nos permite reflexões sobre a sociedade de hoje. O principal objetivo da dissertação é analisar a condição da mulher brasileira nesse período por meio do livro, bem como entender as nuances entre a literatura, história e memória. Entende-se que a Literatura e a História possuem pontos em comum, sendo a literatura muito utilizada pelos historiadores para compreensão dos momentos do passado. Contudo, o romance de Rezende mostra a face da literatura utilizando-se da História para criar seus enredos. A autora criou o romance baseada em uma carta real endereçada à Rainha Maria I, encontrada nos Arquivos Ultramarinos de Lisboa, em que uma mulher branca e pobre do Brasil precisou defender-se contra acusações de criar um convento clandestino. Ainda, busca-se compreender a literatura de autoria de mulheres. Como aporte teórico, a dissertação apresenta Halbwachs (2004), Candau (2011), Agamben (2009) Dalcastagnè (2005, 2012), Zolin (2009), Del Priore (1988, 2019), Perrot (2005, 2007, 2020), Pesavento (1998, 2000, 2003, 2006), Lima (2006) entre outros.
Abstract: For many years, women have had no voice and time in social spaces, but that has been changing. Contemporary Literature presents as a striking feature the removal of silencing those who, over the years, have been marginalized and invisible. Maria Valéria Rezende is an author who, in all her productions, seeks to give a voice to the invisible. In this work, we have as object the book Carta à Rainha Louca, published in 2019. It presents Isabel das Santas Virgens story’s, a poor woman who was arrested accused of creating a clandestine convent and needs to write to Queen Maria I, known as “Mad Queen”, to defend herself against the accusations. For that, Isabel writes letters between 1789 and 1792 presenting her history and, through them, it is possible to understand socio-political aspects of Brazil-Colony. Even though the novel does not have the present time as a backdrop, the author weaves reflections on Brazil of yesterday and today, exposing the condition of women in the colonial period and allows us to reflect on today's society. The main objective of the dissertation is to analyze the condition of Brazilian women in this period through the book, as well as to understand the nuances between literature, history and memory. It is understood that Literature and History have points in common, and literature is widely used by historians to understand the moments of the past. However, Rezende's novel shows the face of literature using History to create its plots. The author created the novel based on a royal letter addressed to Queen Maria I, found in the Arquivos Ultramarinos de Lisboa, in which a poor white woman from Brazil had to defend herself against accusations of creating a clandestine convent. Still, it seeks to understand the literature authored by women. As a theoretical contribution, the dissertation presents Halbwachs (2004), Candau (2011), Agamben (2009) Dalcastagnè (2005, 2012), Zolin (2009), Del Priore (1988, 2019), Perrot (2005, 2007, 2020), Pesavento (1998, 2000, 2003, 2006), Lima (2006), among others.
Palavras-chave: Literatura Brasileira Contemporânea
Autoria de Mulheres
História
Memória
Maria Valéria Rezende
Contemporary Brazilian Literature
Autorship by women
History
Memory
Maria Valéria Rezende
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Centro-Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras (Mestrado)
Citação: Lima, Walquiria de. LITERATURA, HISTÓRIA E MEMÓRIA EM CARTA À RAINHA LOUCA DE MARIA VALÉRIA REZENDE. 2021. 103 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Letras - Mestrado) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava-PR.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1659
Data de defesa: 26-Feb-2021
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação WALQUIRIA DE LIMA.pdfWALQUIRIA DE LIMA977,04 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.