???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1401
Tipo do documento: Dissertação
Título: INSTITUTIONAL WORK DOS ATORES SOCIAIS NA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA REGIÃO DE GUARAPUAVA NO PARANÁ
Autor: Zastavny, Roberto Vasil 
Primeiro orientador: Lima, Luciano Ferreira de
Primeiro coorientador: Castro, Marcos de
Resumo: A Agricultura de Precisão (AP) é uma das múltiplas formas de exploração agrícola e sua configuração é resultado de um processo de evolução, regulado por pressões ambientais de ordem técnica e institucional que se apresentam no tempo e no espaço, direcionando ações e práticas aos sistemas de produção coerentes com os princípios do desenvolvimento socioeconômico e sustentável (LOURENÇO et al., 2016). Neste estudo, a perspectiva do institutional work vai além da concepção de que atores agem e interagem ao buscar alternativas que melhor respondem às suas expectativas e demandas da sociedade, alterando a forma de condução convencional das práticas agrícolas por métodos sustentáveis da AP. O Institutional Work fundamenta-se na agência que proporciona sentido e motivação para as ações para explicar como atores são capazes de atuar no campo organizacional com atividades e propósitos comuns, mesmo diante de pressões que possam emergir. Contrasta de outras abordagens institucionais uma vez que permite o estudo da heterogeneidade de atores sociais com objetivos singulares, bem como suas ações e interações na criação, manutenção e disrupção de instituições agregando conhecimentos para a compreensão da mudança institucional. É neste contexto, que este estudo possui como questão norteadora a compreensão de como foi exercido o trabalho institucional dos atores sociais na agricultura de precisão na região de Guarapuava no Paraná. O percurso metodológico caracteriza-se como estudo de caso com abordagem qualitativa, de perspectiva histórico-longitudinal. A seleção dos indivíduos para as entrevistas semiestruturadas levou em conta o envolvimento, conhecimento e a posição estratégica ocupada dos atores sociais que fazem parte do campo organizacional. O método de saturação teórica foi necessário, uma vez que se percebeu a oportunidade da obtenção da complementaridade de dados. A análise de conteúdo se deu com o estudo aprofundado dos dados, primários e secundários, que foram categorizados como ambiente técnico e institucional, campo organizacional, atores relevantes e tipos de trabalho institucional para criação, manutenção e disrupção de instituições. Os resultados obtidos permitiram definir o campo organizacional com suas fronteiras delimitadas de maneira funcional, inicialmente formado por uma diversidade de atores sociais conjugando competências multidisciplinares, agindo e interagindo de forma integrada, coordenada e contínua para a redução da variabilidade espacial do solo. Foram identificados os trabalhos institucionais de criação e manutenção nas ações individuais e coletivas de observação, assimilação, incorporação gradativa, disseminação, comprovação da viabilidade técnica e sustentável que suprimiram as ações disruptivas da AP. Os trabalhos institucionais ligados aos pilares normativos e cognitivos se fizeram mais presentes do que os regulativos, dado que as ações se legitimaram mais pela persuasão relativa a normas e questões culturais-cognitivas do que por sua capacidade de coerção que constrangem as ações e interações, mas por outro lado oferecem segurança e confiabilidade. A contribuição empírica e temática deste estudo amplia as investigações com foco nas ações e interações dos atores na mudança institucional no que diz respeito às ações sociais de criação, manutenção e ruptura de instituições. Dentre as contribuições práticas, o estudo traz elementos relevantes sobre as ações e interações da totalidade dos atores sociais suprindo lacunas de informações e gaps técnicos que limitam ações no campo da AP tais como a conectividade e acesso em tempo real. Para corrigir falhas operacionais na geração, análise e interpretação de informações, este estudo aponta para soluções promovidas por uma diversidade de atores do campo na capacitação profissional para interpretação das informações e intervenções técnicas, nos processos de entrega técnica de máquinas e equipamentos, na oferta de infraestrutura e ambiente de trabalho propício para o desenvolvimento contínuo de atividades e projetos seguindo os preceitos da AP.
Abstract: Precision Agriculture (PA) is one of the multiple forms of agricultural exploitation and its configuration is the result of an evolutionary process, regulated by environmental pressures of a technical and institutional nature that appear in time and space, directing actions and practices to the production systems consistent with the principles of socio-economic and sustainable development (LOURENÇO et al., 2016). In this study, the institutional work perspective goes beyond the concept that actors act and interact by seeking alternatives that best respond to their expectations and demands from society, changing the conventional way of conducting agricultural practices by sustainable methods of PA. The Institutional Work is based on the agency that provides meaning and motivation for actions to explain how actors are able to act in the organizational field with common activities and purposes, even in the face of pressures that may emerge. It contrasts with other institutional approaches since it allows the study of the heterogeneity of social actors with unique objectives, as well as their actions and interactions in the creation, maintenance and disruption of institutions, adding knowledge to the understanding of institutional change. It is in that context that this study has as a guiding question the understanding of how the institutional work of social actors in precision agriculture in the region of Guarapuava in Paraná was carried out. The methodological path is characterized as a case study with a qualitative approach, from a historical-longitudinal perspective. The selection of individuals for semi-structured interviews took into account the involvement, knowledge and strategic position of the social actors who are part of the organizational field. The theoretical saturation method was necessary since the opportunity to obtain data complementarity was perceived. The content analysis took place with the in-depth study of the data, primary and secondary ones, which were categorized as technical and institutional environment, organizational field, relevant actors and types of institutional work for institution creation, maintenance and disruption. The results obtained made it possible to define the organizational field with its functional boundaries, initially formed by a diversity of social actors combining multidisciplinary competences, acting and interacting in an integrated, coordinated and continuous way to reduce the spatial variability of the soil. The institutional works of creation and maintenance were identified in the individual and collective actions of observation, assimilation, gradual incorporation, dissemination, proof of the technical and sustainable viability that suppressed the PA's disruptive actions. Institutional works related to the normative and cognitive pillars were more present than the regulatory ones, given that the actions were legitimized more by the persuasion related to norms and cultural-cognitive issues than by their capacity for coercion that constrains the actions and interactions, but on the other hand, they offer security and reliability. The empirical and thematic contribution of this study expands the investigations with a focus on the actions and interactions of the actors in institutional change with regard to the social actions of institution creation, maintenance, and disruption. Among the practical contributions, the study brings relevant elements about the actions and interactions of all social actors, filling information gaps and technical gaps that limit actions in the field of PA such as connectivity and access in real-time. To correct operational failures in the generation, analysis, and interpretation of information, this study points to solutions promoted by a diversity of actors in the field in professional training for the interpretation of information and technical interventions, in the processes of technical delivery of machines and equipment, in the offer of infrastructure and work environment conducive to the continuous development of activities and projects following the precepts of PA.
La Agricultura de Precisión (AP) es una de las muchas maneras de explotación agrícola y su configuración es resultado de un proceso de evolución, regulado por presiones ambientales de orden técnica e institucional que se presentan en el tiempo y en el espacio, direccionando acciones y prácticas a los sistemas de producción coherentes con los principios de desarrollo socioeconómico y sostenible (LOURENÇO et al., 2016). En este estudio, la perspectiva de la institutional work va más allá del concepto de que los actores sociales accionan y reaccionan en la búsqueda de alternativas que mejor responden a sus expectativas y a las demandas sociales, alterando el modo de conducción convencional de las prácticas agrícolas por métodos sostenibles de la AP. La Institutional Work, se basa en una agencia que proporciona sentido y motivación a las acciones para explicar cómo los actores son capaces de actuar en el campo organizacional con actividades y propósitos comunes, incluso frente a las presiones que puedan emerger. En contraste otros abordajes institucionales permiten el estudio, de la heterogeneidad de los actores sociales con objetivos singulares, así como sus acciones e interacciones en la creación, mantenimiento y disrupción agregando conocimiento, para el entendimiento de cambios institucionales. En este contexto, este estudio tiene como interrogante la comprensión de cómo se ejerció el trabajo institucional de los actores sociales en la agricultura de precisión en la región de Guarapuava en el estado de Paraná. El recorrido metodológico se caracteriza por un estudio de caso con abordaje cualitativo con perspectiva histórico-longitudinal. La selección de los individuos a las entrevistas semiestructuradas tuvo en cuenta la participación, conocimiento y la posición estratégica ocupada por los actores sociales que hacen arte del campo organizacional. El método de saturación teórica fue necesario, para la complementación de datos primarios y secundarios, que fueron categorizados como ambiente técnico e institucional, campo organizacional, actores relevantes y clases de trabajos institucionales para la creación, mantenimiento y disrupciones institucionales. Los resultados obtenidos, permitieron definir el campo de modo funcional, inicialmente formado por una diversidad de actores sociales que comparten competencia multidisciplinares, accionando e interaccionando de manera integrada, coordinada y continua para la reducción de la variabilidad espacial del suelo. Fueron identificados los trabajos institucionales de creación y mantenimiento en las acciones individuales y colectivas de observación, asimilación, incorporación gradual, diseminación, comprobación de la viabilidad técnica y sostenible que suprimieron las acciones disrupciones de AP. Los trabajos institucionales unidos a los pilares normativos y cognitivos resultaron más presentes de lo que los regulativos, siendo que las acciones se legitimaron más por la persuasión relativa a las normas y cuestiones culturales-cognitivas que por su de coacción que limitan las acciones e interacciones, pero de otra manera ofrecen seguridad y confiabilidad. La contribución empírica y temática de este estudio amplia las investigaciones con enfoque en las acciones e interacciones de los actores en el cambio institucional sobre las acciones sociales de creación, mantenimiento y ruptura de instituciones. Entre las contribuciones prácticas, el estudio trae elementos relevantes sobre las acciones e interacciones de la totalidad de los actores sociales eliminando huecos de informaciones y gaps técnicos que limitan acciones en el campo de la AP tales como la conectividad y acceda en tiempo real. Para corregir equívocos operacionales en la generación, análisis e interpretación de informaciones, este estudio demuestra soluciones promovidas por una diversidad de actores de campo en la capacitación profesional para interpretación de las informaciones e intervenciones técnicas, en los procesos de entrega técnica de máquinas y equipajes, en la oferta de infraestructura y ambiente de trabajo propicio para el desarrollo continuo de actividades y proyectos siguiendo los preceptos de AP.
Palavras-chave: Trabalho Institucional
Atores Sociais
Agricultura de Precisão
Campo Organizacional
Institutional work
Social Actors
Precision Agriculture
Organizational Field
Trabajo Institucional
Actores Sociales
Agricultura de Precisión
Campo Organizacional
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Centro-Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Administração
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração (Mestrado Profissional)
Citação: Zastavny, Roberto Vasil. INSTITUTIONAL WORK DOS ATORES SOCIAIS NA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA REGIÃO DE GUARAPUAVA NO PARANÁ. 2020. 202 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Administração - Mestrado Profissional) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava-PR.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1401
Data de defesa: 29-Jun-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - ROBERTO VASIL ZASTAVNY.pdfROBERTO VASIL ZASTAVNY1,88 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.