???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1261
Tipo do documento: Dissertação
Título: ANATOMIA FLORAL E RECOMPENSAS DE POLINIZAÇÃO EM IRIDACEAE JUSS. (ASPARAGALES)
Título(s) alternativo(s): Floral anatomy and rewards of pollination in Iridaceae Juss. (Asparegales)
Autor: Valus, Cristiane 
Primeiro orientador: Silvério, Adriano
Resumo: Iridaceae (Asparagales) possui ampla distribuição mundial encontrada em todos os continentes. A maior diversidade se dá no hemisfério sul, com o maior centro de diversidade na África do Sul e o segundo na América do Sul. Uma característica importante para a família é a variação morfológica das flores caracterizando-se principalmente por apresentar plantas com caule subterrâneo do tipo bulbo ou rizoma, folhas cilíndricas ou planas e geralmente equitantes. Apresenta perigônio com verticilos internos se diferenciando dos externos, de cores variadas, androceu composto por três estames, livres ou fusionados, e gineceu tricarpelar, trilocular, de placentação axial e ovário ínfero. Tendo em vista a beleza das flores a família tem representantes de grande relevância econômica para paisagismo. Alguns gêneros são utilizados como fonte de alimentação, no consumo de bulbos, ou utilizando os estiletes e estigmas como especiarias em diversos países da Europa, Índia e nos Estados Unidos. Muitas espécies são ainda escassamente estudadas devido às populações constituírem de poucos indivíduos e seu período de floração ser curto. Assim, o objetivo deste estudo foi caracterizar a anatomia floral de oito representantes de Iridaceae e identificar os tipos de recompensas de polinização em cada espécie. Uma espécie nova, Gelasine alba, endêmica em formações de campo subtropicais do Sul do Brasil foi descrita e aqui apresentada. As oito espécies estudadas foram Phalocallis coelestis, Trimezia spathata, Herbertia lahue, Sisyrinchium sellowianum, Crocosmia crocosmiiflora, Gelasine coerulea, Gelasine alba e Iris japonica. Os estudos anatômicos foram realizados através de amostras fixadas, inseridas em meio de inclusão utilizando hidroxietilmetacrilato e submetidas a testes histoquímicos. Para a descrição da nova espécie foi utilizada a terminologia padrão, baseada em plantas frescas e fotografias de flores. As espécies estudadas apresentaram diferenças anatômicas quanto à presença de substâncias em seus tecidos, idioblastos foram evidenciados em Herbertia lahue, Trimezia spathata e Crocosmia crocosmiiflora e estiloides em todas as espécies exceto em Sisyrinchium sellowianum. A recompensa do tipo néctar foi a mais comum entre as espécies e a presença de tricomas secretores, denominados elaióforos, foram evidenciados em Phalocallis coelestis, Trimezia spathata, Herbertia Lahue e Sisyrinchium sellowianum. Tais sistemas demonstram uma maior especificidade com seu polinizador em relação ao néctar e pólen que são os recursos mais comuns entre as Angiospermas, demonstrando que a presença de glândulas produtoras de óleo provavelmente teve grande importância para a difusão de vários gêneros de Iridaceae na América do sul, onde estão presentes abelhas que dependem deste recurso para a construção de seus ninhos e para auxiliar na alimentação de suas larvas juntamente com o pólen. Na descrição da nova espécie, Gelasine alba, foi constatado que a mesma se distingue facilmente de outras espécies do gênero, devido à sua morfologia diferenciada como flores brancas com manchas arroxeadas na base de suas tépalas e estilete curto com estigma alcançando a mesma altura das anteras, tépalas externas maiores com ápice arredondado e as internas menores com ápice pontiagudo. Características particulares, evidenciadas pela primeira vez para o gênero como o horário de antese juntamente com seu odor cítrico adocicado necessitam de estudos mais aprofundados sobre sua biologia de polinização. Os resultados aqui obtidos demonstram que na família há grande variabilidade de características e várias com potencial para auxiliar a compreender as relações filogenéticas entre as espécies.
Abstract: Iridaceae, order Asparagales, has a world-wide distribution, being found in every continent. The higher diversity occurs in the Southern hemisphere, with the bigger dispersion center in South Africa, followed by South America. An important characteristic for the family is the morphological variation of the flowers, characterized mainly by the presence underground stalks of bulb or rhizome type, cylindrical or flat leaves and usually equitant. It has perigone with intern verticils differentiating from the extern ones, in varied colors, androecium with three stamen, free or fused, and gynaeceum with three carpels, trilocular, axial placentation and lower ovary. With the beauty of the flowers, the family has representatives with great economic relevance for paisagism. Some genus are used as a source of food, with the consumption of bulbs, or using stylus and stigmas as spices in many European countries, India and USA. Many of its species are still poorly studied due to the fact that its populations are only composed of a few individuals and the flowering period being short. So, the objective of this study was to characterize the floral anatomy of eight representatives of Iridaceae and to identify the types of rewards of pollination in each species. A new species, Gelasine alba, endemic in subtropical field formations of southern Brazil was described and presented here. The eight species studied were Phalocallis coelestis, Trimezia spathata, Herbertia lahue, Sisyrinchium sellowianum, Crocosmia crocosmiiflora, Gelasine coerulea, Gelasine alba and Iris japonica Thunb. The anatomical studies were made on samples fixed, inserted in inclusion medium using hydroxyethylmethacrylate and submitted to histochemical test. For the description of the new species the standard terminology was used, based on fresh plants and flower pictures. The studied species showed anatomical difference for the presence of substances in its tissues, idiobasts were evidenced in Herbertia lahue, Trimezia spathata and Crocosmia crocosmiiflora and styloids in all species except for Sisyrinchium sellowianum. The nectar type of reward was the most common among the species and the presence of secreting trichomes, named oil glands, were evidenced in Phalocallis coelestis, Trimezia spathata, Herbertia lahue and Sisyrinchium sellowianum. Such systems demonstrate a higher specificity with the pollinator in relation to the nectar and pollen which are the most common resources among the Angiosperms, showing that the presence of oil-producing glands probably had great importance for the diffusion of several genus of Iridaceae in South America, where there are bees which depend on this resource for building their nests and as a help in the feeding of their larvae along with the pollen. In the description of the new species, Gelasine alba, it was noted that it is easily distinguished from other species of the genus, due to its different morphology, such as white flowers with purplish at the base of their tepalas and short style with the stigma reach the same height as the anthers, outer tepals larger with rounded top and inner tepal smaller with a pointy apex. Particular features first evidenced for the genus as the time of anthesis along with their sweet citrus odor need further study on their pollination biology. The results obtained here show that in the family there are great variability of characteristics and several with potential to help understand the phylogenetic relationships between species.
Palavras-chave: elaióforo
recompensas florais
polinização
lipídios
elaiophore
floral rewards
pollination
lipids
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS
CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICA
CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Centro-Oeste
Sigla da instituição: UNICENTRO
Departamento: Unicentro::Departamento de Biologia
Unicentro::Departamento de Ciências Agrárias e Ambientais
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Evolutiva (Mestrado)
Citação: Valus, Cristiane. ANATOMIA FLORAL E RECOMPENSAS DE POLINIZAÇÃO EM IRIDACEAE JUSS. (ASPARAGALES). 2018. 62 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Biologia Evolutiva - Mestrado) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava - PR.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unicentro.br:8080/jspui/handle/jspui/1261
Data de defesa: 9-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Biologia Evolutiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Cristiane Valus.pdfDissertação - Cristiane Valus4,88 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.